FIES - Fundo de Financiamento Estudantil
a
TWITTER
b
FACEBOOK
x
INSTAGRAM
r
YOUTUBE

FIES - Fundo de Financiamento Estudantil

 

O Fies é um programa do Ministério da Educação (MEC) que financia cursos de graduação em instituições particulares de ensino.

Os juros são mais baixos do que os praticados por bancos e financeiras. Desde 2015 a taxa de juros é de 6,5% ao ano, e o valor pode ser quitado em até três vezes o tempo de financiamento do curso.

 

Requisitos

- Estar matriculado em algum curso de graduação com avaliação positiva pelo MEC;

- Ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtido média igual ou superior a 450 pontos e não ter zerado na redação.

- Possuir renda familiar mensal bruta de até 3 salários mínimos por pessoa.

 

Cursos que podem ser financiados

Para o 2º semestre de 2016, foram disponibilizadas vagas para seis cursos.

São eles: Administração; Análise de Sistemas; Gestão Comercial; Gestão de Produção Industrial; Gestão de Recursos Humanos e Marketing.  

 

Como pagar?

O Fies tem três fases de pagamento, que são:

Fase de utilização: Enquanto estiver estudando o aluno pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 150, que se refere aos juros incidentes sobre o financiamento.

 Fase de carência: Após a conclusão do curso, o estudante terá 18 meses de carência para recompor seu orçamento. Nesse período, o estudante continuará pagando, a cada três meses, o valor máximo de R$ 150, ainda referente ao pagamento de juros. 

Fase de amortização: Encerrado o período de carência, o saldo devedor do estudante será parcelado em até três vezes o período financiado do curso, acrescido de 12 meses.

 

Exemplo: Um estudante que financiou todo o curso com duração de 4 anos, pagará:

- Durante o curso: A cada três meses, parcelas de até R$ 150.

Nos 18 meses depois de formado (carência): Ainda a cada três meses, pagará o valor máximo de R$ 150,00.

- Amortização: Ao final da carência, o saldo devedor é dividido em até 13 anos [ 3 x 4 anos (período financiado do curso) + 12 meses].

 

FIES - Fundo de Financiamento Estudantil

 

O processo de inscrição tem quatro fases.

 

-  Faça o cadastro acessando: http://fiesselecao.mec.gov.br. Você precisa informar o número do seu CPF, email e criar uma senha. 

No endereço de email informado você receberá a validação desse cadastro, o que significa que você já pode passar para a próxima fase. 

- A partir daí, acesse um segundo endereço eletrônico: http://sisfies.mec.gov.br/. Neste fase, será efetivada a inscrição e informado os dados do financiamento a ser contratado.

- Após concluir a inscrição, venha até o setor de Programas Sociais da FCV, das 8h às 20h de segunda a sexta-feira, e valide as informações. O prazo para essa validação é de até 10 dias contados a partir da conclusão da inscrição.

- Na última fase basta comparecer a um agente financeiro do Fies em até 10 dias para formalizar a contratação.

FIES - Fundo de Financiamento Estudantil

 

Após concluir sua inscrição no site do MEC venha até a FCV, no setor de Programas Sociais para validar as informações.

CLIQUE AQUI e veja os cursos e as quantidade de vagas disponíveis na FCV para 2017-1.  

 

Traga cópia e originais dos seguintes documentos: 

 

-Documento oficial (RG e CPF);

- Certidão de nascimento/ casamento ou divórcio;

- Comprovante de residência. (em nome do candidato ou de alguém do seu grupo familiar)

- Comprovante de renda (3 últimos holerites se a renda for fixa ou 6 se houver comissão ou horas extras);

- Três últimos meses dos extratos bancários;

- Carteira de trabalho (páginas com foto; dados; último carimbo de trabalho e a página seguinte);

- Declaração do último imposto de renda IRPF (quando houver);

- Histórico escolar do Ensino Médio;

- Histórico de notas do Enem (para alunos que terminaram o Ensino Médio a partir de 2010);

- Check List da FCV (baixe aqui).

 

Também disponibilizamos as declarações para download (casos específicos):

- Declaração de isento de imposto de renda pessoa física

-Declaração de isento de imposto de renda e não possuir conta bancária

Para quem mora sozinho; 

Para quem é autônomo; 

Para quem não tem fonte de renda. 

- Para quem recebe auxílio financeiro dos pais 

- Para quem não recebe auxílio dos pais 

- Para quem não é divorciado judicialmente. 

- Para quem não possui Carteira de Trabalho 

 

Matricule-se na faculdade também

Pronto, agora que você finalizou sua documentação, vamos pensar na matrícula na faculdade? 

Clique aqui e baixe o informativo com todas as informações. 

FIES - Fundo de Financiamento Estudantil

 

Estou prestando o vestibular, posso me candidatar ao FIES?

Não. A legislação do FIES só permite a inscrição de estudantes regularmente matriculados nas instituições de ensino superior cadastradas no programa de financiamento.

 

Quem pode participar do FIES?
Todos os estudantes regularmente matriculados nas Instituições de Ensino Superior cadastradas do programa e que não tenham participado do CREDUC (Programa de Crédito Educativo) ou do próprio FIES (Programa de Financiamento Estudantil).

 

É necessário ter feito o Enem para se candidatar ao FIES? 
A partir de 29 de julho de 2011, os estudantes que concluíram o Ensino Médio a partir do ano letivo de 2010 e queiram solicitar o Fies deverão ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 ou ano posterior.

Ficarão isentos da exigência do Enem os professores da rede pública de ensino, que estejam em efetivo exercício do magistério da Educação Básica e que sejam integrantes do quadro de pessoal permanente de instituição pública, regularmente matriculados em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Também não será exigido o Enem dos estudantes que tenham concluído o ensino médio antes de 2010.

 

Quais cursos podem ser financiados pelo FIES?
O financiamento é concedido aos estudantes matriculados em cursos presenciais com avaliação positiva nas avaliações do Ministério da Educação. Além disso, as Instituições de Ensino Superior definem, no ato do cadastramento no FIES, quais são os cursos aptos ao programa.

 

O estudante que já pagou alguma mensalidade do semestre poderá ser ressarcido, caso contrate o financiamento?

Sim, caso a contratação do financiamento aconteça no decorrer do semestre, a instituição de ensino deverá ressarcir ao estudante financiado o valor referente às parcelas da semestralidade já pagas pelo estudante.

 

É necessário ter um fiador para ter acesso ao financiamento?
Sim. Para recorrer ao financiamento o estudante deve apresentar um fiador. Existem dois tipos de fiança: a fiança convencional e a fiança solidária.

 

O que é a Fiança Convencional? 
A fiança convencional é aquela prestada por até dois fiadores apresentados pelo estudante ao agente financeiro, observadas as seguintes condições: no caso de estudante beneficiário de bolsa parcial do ProUni, o(s) fiador(es) deverá(ão) possuir renda mensal bruta conjunta pelo menos igual à parcela mensal da semestralidade, observados os descontos regulares e de caráter coletivo oferecidos pela IES, inclusive aqueles concedidos em virtude de pagamento pontual. Nos demais casos, o(s) fiador(es) deverá(ão) possuir renda mensal bruta conjunta pelo menos igual ao dobro da parcela mensal da semestralidade.

 

O que é a Fiança Solidária? 
A Fiança solidária constitui-se na garantia oferecida reciprocamente por estudantes financiados pelo FIES reunidos em grupo de três a cinco participantes, em que cada um deles se compromete como fiador solidário da totalidade dos valores devidos individualmente pelos demais.

O grupo de fiadores solidários deve ser constituído no agente financeiro (instituição bancária) no ato da contratação do financiamento por parte dos estudantes. Cada estudante poderá participar de apenas um grupo de fiadores solidários, sendo vedado aos membros do grupo o oferecimento de outro tipo de fiança a qualquer estudante financiado pelo FIES.

 

O que é o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC)?

O Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo — FGEDUC, criado pela Lei nº 12.087/09, é um fundo garantidor de crédito de natureza privada, que opera no âmbito do FIES e é administrado pelo Banco do Brasil. A partir de 01.02.2014, a oferta de curso para o financiamento estudantil ficou condicionada à adesão da entidade mantenedora de instituição de ensino ao Fies e ao FGEDUC.

O FGEDUC proporciona segurança e facilidades aos diversos agentes participantes do FIES. No caso dos estudantes, o FGEDUC elimina a necessidade de apresentação de fiador no momento da contratação do financiamento. Já para as mantenedoras, o fundo garante até 90% do risco de inadimplência das operações de crédito educativo.

A contribuição ocorrerá mensalmente para o fundo por meio do recolhimento da Comissão de Concessão de Garantia (CCG), cujo valor corresponderá a 6,25% (seis inteiros e vinte e cinco centésimos por cento), calculado sobre a parcela das operações de financiamento garantidas pelo FGEDUC. O valor da CCG será debitado dos encargos educacionais pagos pelo FNDE às entidades mantenedoras de instituição de ensino, conforme as disposições do Termo de Adesão entre as partes, e repassado ao FGEDUC. 

 

Como e quando solicitar a dilatação de prazo de utilização do financiamento?

A solicitação de dilatação do prazo de utilização do financiamento será realizada pelo estudante, por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), no período compreendido entre o primeiro dia do último mês do semestre de encerramento do curso e o último dia do primeiro trimestre do semestre de referência da dilatação.

Após a solicitação no sistema, o pedido precisa ser validado pela Comissão Permanente de Supervisão e Avaliação (CPSA) da instituição de ensino superior em até 5 (cinco) dias e, em seguida, o estudante deverá efetuar o aditamento de renovação do financiamento para o semestre dilatado.

 

É possível solicitar transferência de instituição e/ou curso durante o período de dilatação de financiamento?

Durante o período de dilatação do financiamento, a realização de transferência somente poderá ocorrer quando destinar—se à mudança de instituição de ensino para conclusão do curso financiado e desde que a quantidade de semestres a cursar na instituição de destino não ultrapasse o prazo máximo permitido para dilatação.

 

Qual o período da transferência integral de curso?

O estudante poderá transferir de curso uma única vez na mesma instituição de ensino, desde que o período transcorrido entre o mês de início da utilização do financiamento e o mês de desligamento do estudante do curso de origem não seja superior a 18 (dezoito) meses.

No caso dos bolsistas parciais do ProUni poderão transferir–se de curso mais de uma vez, mesmo após transcorridos os 18 (dezoito) meses.

A transferência integral de curso poderá ser solicitada pelo estudante a partir do primeiro dia do último mês do semestre cursado ou suspenso na instituição de ensino de origem até o último dia do primeiro trimestre do semestre de referência da transferência.

 

Quando o estudante poderá solicitar a suspensão temporária da utilização do financiamento?

A suspensão temporária da utilização do financiamento deverá ser solicitada pelo estudante, por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), até o 15º (décimo quinto) dia dos meses de janeiro a maio, para o 1º semestre, e de julho a novembro, para o 2º semestre, e terá validade a partir do primeiro dia do mês seguinte ao da solicitação.

A suspensão temporária do semestre para o qual o estudante não tenha feito a renovação semestral do financiamento poderá ser solicitada em qualquer mês do semestre a ser suspenso e terá validade a partir do 1º (primeiro) dia do semestre suspenso.

 

Por quanto tempo o estudante poderá solicitar a suspensão temporária da utilização do financiamento?

A utilização do financiamento poderá ser suspensa temporariamente por até 2 (dois) semestres consecutivos, por solicitação do estudante e validação da Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) do local de oferta de curso, ou por iniciativa do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), agente operador do FIES.

 

Não sei se a minha IES é cadastrada no FIES, como eu posso descobrir isso?

A relação completa de IES cadastradas no programa está disponível no site do FIES.

 Acesse: http://sisfiesestudante.mec.gov.br/seguranca